08 março 2009

Dia Internacional da Mulher

Penso que não deveria ser necessário lembrar a mulher num dia específico, porque todo dia estamos em ação. Assim como todos os homens, é claro. Mas já que assim é, não custa refletirmos um pouco mais sobre nosso papel numa sociedade em que ainda a mulher é vista ou (des) valorizada pelos seus dotes físicos. Sempre gosto de lembrar essa data com essa crônica da Martha Medeiros.

O Mulherão


Peça para um homem descrever um mulherão. Ele imediatamente vai falar no tamanho dos seios, na medida da cintura, no volume dos lábios, nas pernas, bumbum e cor dos olhos. Ou vai dizer que mulherão tem que ser loira, 1,80m, siliconada, sorriso colgate.
Mulherões, dentro desse conceito, não existem muitas: Vera Fischer, Malu Mader, Letícia Spiller, Adriane Galisteu, Lumas e Brunas.
Agora pergunte para uma mulher o que ela considera um mulherão e você vai descobrir que tem uma em cada esquina.
Mulherão é aquela que pega dois ônibus para ir para o trabalho e mais dois para voltar, e quando chega em casa encontra um tanque lotado de roupa e uma família morta de fome.
Mulherão é aquela que vai de madrugada para a fila garantir matrícula na escola e aquela aposentada que passa horas em pé na fila do banco para buscar uma pensão de 100 reais.
Mulherão é a empresária que administra dezenas de funcionários de segunda a sexta, e uma família todos os dias da semana.
Mulherão é quem volta do supermercado segurando várias sacolas depois de ter pesquisado preços e feito malabarismo com o orçamento.
Mulherão é aquela que se depila, que passa cremes, que se maquia, que faz dieta, que malha, que usa salto alto, meia-calça, ajeita o cabelo e se perfuma, mesmo sem nenhum convite para ser capa de revista.
Mulherão é quem leva os filhos na escola, busca os filhos na escola, leva os filhos na natação, busca os filhos na natação, leva os filhos para cama, conta histórias, dá um beijo e apaga a luz.
Mulherão é aquela mãe de adolescente que não dorme enquanto ele não chega, é quem de manhã bem cedo já está de pé, esquentando o leite.
Mulherão é quem leciona em troca de um salário mínimo, é quem faz serviços voluntários, é quem colhe uva, é quem opera pacientes, é quem lava a roupa para fora, é quem bota a mesa, cozinha o feijão e à tarde trabalha atrás de um balcão.
Mulherão é quem cria os filhos sozinha, quem dá expediente de 8 horas e enfrenta menopausa, TPM e menstruação. Mulherão é quem arruma os armários, coloca flores nos vasos, fecha a cortina para o sol não desbotar os móveis, mantém a geladeira cheia e os cinzeiros vazios. Mulherão é quem sabe onde cada coisa está, o que cada filho sente e qual o melhor remédio para azia.
Lumas, Brunas, Carlas, Luanas e Sheilas: mulheres nota 10 no quesito lindas de morrer, mas mulherão é quem mata um leão por dia.

Martha Medeiros (Jornal Zero Hora / RS)
Desejo a todas as mulheres todos os dias felizes que merecem.

3 comentários:

  1. Oi, Marli!

    Sempre desconfiei das datas: dia do índio, dia das mães, dia dos pais, dia da consciência negra, dia da mulher...
    Na maioria das vezes, o "mercado" de apodera da data, descaracteriza a intenção inicial de marcar uma luta e transforma tudo em comércio...

    Acho que um dos nossos papéis como educadores(as) é questionar essas tendências consumistas e refletir com a gurizada sobre o sentido desses dias especiais... E a crônica da Martha Medeiros é um bom ponto de partida!

    Feliz dia (todos) da mulher"!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Nuss... falou tudo... digo, 'escreveu' tudo!

    Como homem, acabo me esquecendo que mulherão é mto mais do que a mulher esteticamente perfeita. Essas, só sabem fazer isso mesmo: cuidar da beleza! Mais nada.

    Já o mulherão cuida da própria vida, da vida da família e, ainda, dá um jeitinho de cuidar da própria beleza tbm :)

    Abraços o/

    ResponderExcluir
  3. Oi...
    Vim te visitar e dizer que fiz um presente pra você!!!
    Passa no meu cantinho pra pegar.
    Vou ficar esperando seu recado....bjs e tudo de bom!!!!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e participação.Volte outra vez, estarei esperando! Esse espaço é para a sua participação respeitosa e aberta.
Para publicar o comentário, escolha uma identidade (ID) entre as opções que aparecem. Caso tenha conta no google(gmail), escolha a primeira opção ou então escolha ;Nome/ URL;, basta preencher o nome, caso não possua nenhum endereço de blog próprio(URL)