01 maio 2009

Sobre Literatura e Twitter

Há algum tempo atrás fiz meu cadastro no twitter, mas não tive tempo de explorar e larguei de mão. Mas acabei voltando de tanto ouvir falar. Continuo brigando com o tempo, mas acabo dando um jeitinho para entrar, às vezes, avaliar como as coisas funcionam por lá. Compartilho de algumas ideias do Mauro Paz em relação à ferramenta e gostei bastante do artigo escrito por ele, especialmente no que diz respeito à questão da literatura via twitter. Vale a pena refletir sobre e conferir alguns links da ferramenta onde rolam micronarrativas e até uma novela. Novos gêneros literários surgindo ou adequando-se ao meio eletrônico! Confira!


Literatura em 140 caracteres
Mauro Paz

Depois da crise mundial, o assunto mais comentado pelos meios de comunicação, nos últimos tempos, é o Twitter. Entender essa nova mania da internet não é uma tarefa simples. Confesso que criei a minha conta no começo do ano passado, mas, por não encontrar utilidade alguma, só comecei a usá-la em dezembro. Hoje, porém, estou contaminado com a febre. O Twitter é um microblog que funciona também como rede social. Assim, eu posto uma notícia, link ou algo que valha em até 140 caracteres. Todos que me seguem (Followers_me) receberão o post. Enquanto recebo os posts de todos os que sigo (Following_me). Leia tudo aqui.

8 comentários:

  1. Eu criei a minha conta em outubro do ano passado, por um convite que recebi, mas como muitos, também não via "graça". Este ano que passei a ter mais ideia do que é e estou "treinando" as micropostagens...rss Tem aspectos positivos e negativos naquele site, mas em que lugar da web que não tem, né?

    Esta proposta de microcontos acho super inteligente. Tem quem faça por SMS também. Li em algum blog a notícia e parece que está tendo uma boa aceitação.

    Viva a criatividade!

    @Celitu

    ResponderExcluir
  2. Tem razão. O bem ou o mal não está nas ferramentas, mas no uso que fazemos delas. E também, haja tempo para tudo! Eu entro ocasionalmente. Nem teria possibilidadade de ficar twitando em tempo real por causa que estou em sala de aula quase sempre. Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Anônimo8:56 PM

    Olá Prof Marli

    Eu creio que 140 caracteres é um convite a fragmentação, a superficialidade. Não acho que o twitter sirva para reflexões, apenas para notícias ou mensagens instantaneas.

    abraço

    ResponderExcluir
  4. Oi, Marli. Como vai amiga? Sempre estou divulgando teu blog, do Robson e da Berna Motter como referencias aos blogueiros educacionais iniciantes, nos cursos do NTE Rio Grande-RS e também em postagens do blog Letra Viva do Roig que tratem de blogs educacionais.
    Criei um novo blog, chamado Educa Tube pra divulgar vídeos e atividades de educadores, link abaixo. Se tiveres alguma indicação de colegas, vídeos e atividades que merecem ser repassadas me repasse.
    Parabéns pelo merecido reconhecimento, um abraço. Zé Roig

    http://educa-tube.blogspot.com/2009/05/premio-microsoft-educadores-inovadores.html

    ResponderExcluir
  5. Oi Zé!

    Obrigada por valorizar o trabalho que realizo. O seu também é um exemplo.Fico muito contente também com o trabalho da Berna. Ela fez a minha oficina de blog, lá no NTE de Caxias do Sul e está que é uma beleza. Desculpe por participar pouco dos teus blogs, mas eu vivo brigando com o tempo. Pode deixar que quando eu tiver conhecimento de boas ideias eu te aviso.Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Prezado anônimo!
    Gostaria de saber sua identidade. quanto à literatura via twitter, acho que ainda é algo táo novo que fica difícil avaliar. Parece-me à primeira vista, que uma novela realmente fica fragmentada demais. Os minicontos são um sinal dos novos tempos ou melhor, do pouco tempo que todos temos para ler textos mais longos. A tendência hoje é dizer muito em poucas palavras. Se for muito bem escrito é interessante, pois o leitor completa o que vai nas entrelinhas. Mas também tem muita coisa mal escrita que nem é literatura. Enfim, são pontos de vista... Abraço!

    ResponderExcluir
  7. O Twitter não me convence. Em duas palavras, é imeditatista e restritivo.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e participação.Volte outra vez, estarei esperando! Esse espaço é para a sua participação respeitosa e aberta.
Para publicar o comentário, escolha uma identidade (ID) entre as opções que aparecem. Caso tenha conta no google(gmail), escolha a primeira opção ou então escolha ;Nome/ URL;, basta preencher o nome, caso não possua nenhum endereço de blog próprio(URL)